A janela estava aberta

Somente o sol entrou

Mais nada.

Já era, contudo,

Muito mais do que poderia esperar

Luz, calor, compaixão.

A esperança se fora

Tudo parecia ilusão

E o mundo agora era tão grande

Tão além de suas mãos.

As flores do jardim

Invadiram a sala,

E o aroma, antes tão agradável

Agora sufocava.

Um último olhar, um adeus

E tudo se transforma

O sangue escorre,

A Vida se esvai…

Mas não totalmente

Ainda estou aqui

E pela janela aberta,

Ainda entra o sol…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s