Caminho de fel

Não posso mais dizer-te Que o rancor que carregas em seu coração Contra todos que não são o que tu queres é como veneno que contamina...

O VENTO MORNO DA TARDE

O vento morno da tarde tocou o seu rosto e trouxe a seu espírito uma paz que não sentia a tempos. Estava cansada, muito cansada, de tudo e de todos. O mundo era grande demais para seus ombros. E era ainda maior, imenso, pois o egoísmo era como uma doença que ressecava o espírito e aumentava a distância entre as pessoas, fazendo com que um pedaço de terra de dez metros quadrados pareça conter milhares de anos-luz...